Por quê contratar música ao vivo?

Por quê contratar música ao vivo?

Por quê contratar música ao vivo?

Eu acho  muito difícil falar sobre a importância do meu trabalho. Às vezes estou tão envolvida no fazer que não consigo enxergar as dúvidas, as curiosidades e as dificuldades das pessoas que estão fora do meu próprio círculo de trabalho, fora da minha “bolha”.

Levei muito tempo pra perceber e quando me toquei disso comecei a perguntar para clientes, amigos, parceiros e fornecedores sobre dúvidas em relação à música ao vivo. A pergunta era muito simples: “tu tens alguma dúvida, dificuldade ou curiosidade sobre contratar música ao vivo?”. Seguida de uma confirmação da pergunta: “isso não é uma pergunta retórica. Eu estou pesquisando quais são as dúvidas das pessoas pra conseguir melhorar meu trabalho e o atendimento e construir novas possibilidades”. E começaram a chover informações e montes de possibilidades de conteúdo. A partir deste material comecei a pesquisar e construir conteúdo para meu canal pessoal do YouTube, textos para este site e também material de divulgação nas redes sociais.

O primeiro tópico, aquele que é o mais óbvio e por isso mesmo o mais difícil de responder é: POR QUÊ CONTRATAR MÚSICA AO VIVO?

Quando a gente fala de música ao vivo o leque é grande: pode ser um quarteto de cordas tocando repertório clássico (ou não, pois as possibilidades de um quarteto de cordas são muitas), um grupo de jazz, um Mc fazendo rima e batida, uma banda cover pra animar a pista, um grupo de pagode… em todos os casos estamos falando de artistas fazendo apresentações musicais que são performances únicas. Cada apresentação, por mais padronizado que seja o repertório, é única e adaptada ao momento.

A gente tem essa coisa de achar que artista é só aquele cara famosão, excêntrico que faz grandes espetáculos, shows com milhares de pessoas na plateia tipo Paul MacCartney, Madonna, Cold Play, Daniel, Thiguinho, André Rieu… mas o músico profissional que toca na orquestra da tua cidade, que tem a banda de jazz, de MPB, o mestre da escola de samba pode fazer uma apresentação linda e completamente personalizada no teu evento.

Falando especificamente do trabalho da Camerata Accord, a gente não tem grupos fechados. Não existe a Banda da Camerata, a Orquestra, o quarteto. Nós também não agenciamos nenhum artista ou grupo musical. Nosso modelo de negócio é organizar os grupos musicais por demanda. Isso nos dá liberdade para criar e preparar uma apresentação completamente personalizada pra atender as necessidades do contratante. A música começa do jeito que precisa começar e termina quando e como precisa ser terminada pois o arranjo (a forma como a música vai ser tocada adaptada ao grupo musical que vai tocar) é feito ou adaptado especialmente para cada evento.

Exemplos? Tenho um monte. Dá pra criar material diferenciado a partir de dois músicos.

Podemos ter um duo de violino e piano ou violino e acordeon ou um trio de violino, voz e piano, quarteto de cordas clássico (dois violinos, viola e violoncelo) recebendo convidados de um eventos com MPB, com pop/rock, com um repertório selecionado só de Beatles por exemplo. Também temos os clássicos quarteto de cordas e trompete ou trio de cordas para casamentos. Só nestes poucos exemplos as sonoridades são completamente diferentes. Também podemos organizar um grupo adaptado ao repertório com duo de cordas, piano e trompete para tocar clássicos do cinema. Também podemos organizar um conjunto pequeno de violino, acordeon e voz cantando somente os clássicos da colônia italiana no Brasil ou trechos de óperas com uma sonoridade mais “rústica”, mambembe.

Percebe que até agora só falei de grupos pequenos, de até quatro, cinco músicos. Podemos organizar conjuntos maiores com grupo vocal, organizar um coral com repertório black gospel como o do casamento de Meghan Markle e o Príncipe Harry. Aliás, este casamento é um exemplo de uma cerimônia transformada em um concerto e um dos meus preferidos da realeza.

Ainda no mercado de casamentos, existe uma tendência das noivas pedirem a entrada da marcha nupcial de Mendelsson (a mais tradicional aqui no Brasil) para anunciar a chegada da noiva e depois para a entrada uma outra música que tenha um significado para os noivos ou para a família. Com a música ao vivo a gente consegue fazer essa passagem de forma muito personalizada, natural e melhor: com a música ao vivo a gente consegue dar o tom que os noivos escolherem. Um quarteto pode ter um astral formal ou um astral mais descontraído dependendo do repertório selecionado.

Enquanto escrevia este texto e preparava o roteiro para o video, percebi o quanto este assunto ainda vai render pois a lista de vantagens é enorme assim como a variedade de tipos de eventos e formas de inserção de uma apresentação de música ao vivo em um evento.

Pra finalizar um último item  que, no meu entendimento, é a grande razão pra se contratar música ao vivo: é uma experiência única para teus convidados, uma obra de arte ao vivo, feita sob medida para o teu evento. Uma performance que nunca mais ninguém vai ver igual.

 

About the Author

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.